terça-feira, 1 de maio de 2012

(RE)Começar

Há uns tempos que ando a tentar "cozinhar" um novo livro. O meu processo de criação é bastante moroso nesta fase. Durante esta altura eu não escrevo. Quando me surge a ideia, guardo-a preciosamente na minha gaveta mental e deixo-a amadurecer e se ela, lá no quentinho da minha mente, nunca apodrecer, trago-a de volta ao meu consciente e começo a desenvolvê-la. Isto sempre sem escrever nada, um mero exercício de indulgência mental e criativa.

Entre "Dentro de Ti", o meu desconhecido romance "teenager" e "Isabel" passaram 10 anos (ainda que na prática, "Isabel" tenha sido iniciado em 2002). E agora já lá vão quatro anos sem começar a escrever...Mas a verdade é que a história da Sandra (nome que me surgiu assim que visualizei a primeira "cena" do livro) já anda cá dentro há pelo menos um ano. Na verdade, estive quase, quase a começá-la no final do ano passado mas circunstâncias de vida levaram-me a adiar o projecto. A verdade é que a história da Sandra tem começo e muito como a do Vicente, ainda não tem meio nem fim bem definido, e assim não dá para começar. Tenho-a a ela, Sandra, com 31 anos e uma profissão exigente que ainda não decidi qual. Não posso adiantar muito mais, senão que quando começar a escrever esta história vocês serão os primeiros a saber e assim que tiver um bom avanço de 3-5 capítulos começarei a publicar tudo aqui, como fiz com a história do Vicente.

No entanto, a escrita não ficou abandonada...Tenho escrito poesia que estou a adicionar à minha antologia a ser publicada quando achar que tenho poemas suficientes e de qualidade para justificar o vosso tempo e dinheiro. Para breve teremos um ou outro poema a fazer uma visita aqui.

Até lá, aproveito para dizer que "Isabel" já vendeu 15 cópias (vá, não se riam porque para mim já é muito bom) e que se encontra neste momento a um preço mais acessível.

Abraços.

1 comentário:

Kangas disse...

É com grande alegria que recebo a "chegada" da Sandra. Mal posso esperar por ler cada momento da sua história.

Como sabes, "Isabel" é um dos meus livros de referência, o qual promovo com muita garra. Penso que o que escreves tem muita qualidade, pois prende o leitor, joga um pouco com os seus sentimentos pessoais(bem, pelo menos comigo foi assim), e é maravilhosa aquela "dependência", de vir aqui todos os dias, para saber o que aconteceu àquelas personagens. Não tenho dúvidas nenhumas, que Sandra será assim ...

Desde já os meus parabéns pelas vendas alcaçadas com "Isabel". Rir? Não, só tenho motivos para estar muito orgulhosa, mas confesso que gostaria que ver mais uns 5 ou 6 zeros à frente daquele 15. Tu mereces e, acima de tudo, o teu magnífico trabalho merece. Muitos parabéns, e muito obrigado pelos excelentes momentos que nos proporcionas com as tuas magníficas obras.