quarta-feira, 8 de julho de 2009

"O mito é o nada que é tudo"

Hoje, a próposito do memorial do Michael Jackson lembrei-me de um dos melhores oxímoros da literatura portuguesa:

"O mito é o nada que é tudo"

Este é o primeiro verso de "Ulisses" de Fernando Pessoa em A Mensagem e por mais contraditório que seja, é bem verdade. A minha poesia não é forte em oxímoros, às vezes o seu impacto perde-se na sua complexidade, mas este é tão objectivo e tão descriptivo que não poderia haver melhor forma de descrever um mito.

Por mais vezes que leia A Mensagem, os mesmos versos que me apaixonaram há anos atrás ainda têm em mim o mesmo impacto. Esqueçam a mensagem pseudo-patriótica, A Mensagem é muito mais do que isso. Entristece-me o quão esquecido e o quão pouco apreciado é Fernando Pessoa em Portugal.

Pensando melhor, haverá algum poeta realmente apreciado em Portugal?